top of page

O que é GIST, doença diagnosticada em Paulinho da Viola?




O cantor e compositor Paulinho da Viola, de 80 anos, passou por uma cirurgia devido a um sangramento digestivo após ser diagnosticado com um GIST de intestino delgado.

O GIST (sigla em inglês para gastrointestinal stromal tumors) ou tumor estromal gastrointestinal tem origem nas células de Cajal, presentes na parede dos órgãos de trato gastrointestinal.

Segundo o boletim médico da Clínica São Vicente, no Rio de Janeiro, onde ele está internado, os exames revelaram o tumor e o cantor foi submetido a uma enterectomia (retirada de um pedaço do intestino) para o tratamento dessa lesão. Paulinho passa bem.

Ele foi internado na noite de domingo (30) após se sentir mal e precisar cancelar um show.

Abaixo, entenda mais sobre a doença em 6 pontos:

1 - Mais comum após 50 anos

Esse tipo de tumor é raro (corresponde a 1% de todos os tumores de trato gastrointestinal) e, geralmente, é benigno. Costuma ser mais comum entre pessoas de 50 a 80 anos e pode se originar em qualquer local do trato gastrointestinal, do esôfago ao ânus. Em relação à distribuição:

Estômago: corresponde a 50% a 60% dos casos

Intestino delgado (mesmo local que o cantor): representa de 20% a 30% dos casos

Intestino grosso: 10% dos casos

Esôfago: 5% dos casos

Outros locais da cavidade abdominal: 5%

2 - Sintomas

Segundo informações do A.C. Camargo Cancer Center, os sintomas costumam aparecer após o tumor atingir um determinado tamanho. Por ser frágil, pode sangrar com facilidade, dependendo da localização e da rapidez de crescimento. Entre os sintomas estão:

Vômito ou evacuação com sangue;

Dor no abdômen;

Inchaço ou massa palpável no abdômen;

Náusea, vômitos;

Perda de apetite;

Perda de peso;

Dificuldade para engolir (no caso de tumores de esôfago).

3 - Causas do GIST

Sobre fatores de risco, a maioria dos tumores não tem uma causa definida.

O que se sabe é que eles podem atingir pessoas de qualquer idade, mas são mais frequentes em pessoas com mais de 50 anos. Também podem ser associados a síndromes genéticas.

4 - Como é feito o diagnóstico

Muitos GISTs são encontrados devido aos sintomas que o paciente apresenta, já outros podem ser descobertos por acaso. Às vezes, eles são vistos em um exame para outros problema, como em uma colonoscopia.

5 - Tratamento

O tratamento depende da localização e do estadiamento, isso é, do grau de avanço do tumor.

Por exemplo, pode ser localizado e não envolver outros órgãos. Nesta situação, desde que o paciente tenha condições clínicas, o tratamento de escolha é a cirurgia, segundo Felipe Coimbra, Líder do Centro de Referência em Tumores do Aparelho Digestivo Alto do A.C.Camargo Cancer Center.

Caso a doença seja muito volumosa, ou acometa outros órgão, e ou tenha metástases o tratamento inclui uma séria de medicamentos para controlar o crescimento dos tumores e pode envolver em algum momento a cirurgia para remoção também.

6 - O que é enterectomia, cirurgia feita pelo Paulinho da Viola?

Enterectomia é o termo técnico utilizado para chamar uma retirada de parte do intestino delgado.

Segundo o médido Felipe Coimbra, é feita a remoção de alguns centímetros ou mais do órgão, com margens de segurança e, em seguida, normalmente, se faz a reconstrução, ou seja, a costura ou grampeamento, unindo as duas bordas do intestino.

Ele explica que, geralmente, a cirurgia não traz tantas repercussões ao paciente por conta do tamanho do intestino delgado, que pode variar de 3 a 8 metros.



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

PM recaptura quase 400 detentos durante saidinha

Quase 400 detentos foram flagrados descumprindo as regras durante a saidinha temporária de fim de ano. Para terem direito ao benefício, os presos devem seguir algumas medidas enquanto estão nas ruas.

Comments


bottom of page